22/12/2020

Como começar o ano sem dívidas planejando a vida financeira

Ano novo, dívida velha? Se você está se perguntando como começar o ano sem dívidas, a resposta não é usar amarelo na virada.

Não que a gente não acredite em superstições. Pode ser que vestir amarelo realmente te traga dinheiro no ano que vem. Mas pode não ser o suficiente, é preciso tomar as rédeas.

Por isso a QuiteJá preparou dicas de como começar 2021 sem dívidas e com um planejamento financeiro. Vamos lá?

Analise o ano anterior

É hora de dizer adeus ao ano velho. Mas antes disso, analise sua vida financeira em 2020. Isso pode ser valioso para você começar 2021 com um bom planejamento e sem dívidas. 

Saiba exatamente onde gastou

Se você não foi adepto a uma planilha de gastos ou um aplicativo de finanças em 2020, essa tarefa pode ficar mais difícil. Analise seus extratos bancários, notas fiscais e créditos contratados. 

O mais importante é descobrir o vilão das suas dívidas. Cartão de crédito, empréstimo, cheque especial? Isso será um norte para saber com o que tomar cuidado no ano que vem.

Garanta até 90% de desconto na sua negociação de dívidas

Calcule o total da dívida

Descoberta a origem das suas dívidas, chegou a hora de listar todas elas e calcular o total de tudo que você está devendo.

Uma dica é anotar taxa de juros, data de vencimento, tempo de atraso e outras coisas relevantes para seu plano de ação.

É interessante também listar as dívidas que estão em dia. Além de quitar as que estão em aberto, você precisa cuidar para não atrasar essas outras.

Veja o que poderia fazer diferente

Fim de ano é momento para refletir sobre o que fizemos e o que queremos fazer de diferente no ano novo. 

Pense se algum gasto pode ser cortado, se alguma renda extra pode ser criada ou se algum cartão de crédito pode ser cancelado, por exemplo.

Planeje o novo ano

Chegou a hora de se livrar das dívidas e começar o ano de finanças novas. Mais do que usar amarelo, use essas dicas para ter o bolso farto e a cabeça tranquila em 2021.

Pesquise antes de comprar

Não é porque você está endividado que você não pode comprar mais nada. O importante é não fazer nenhuma compra por impulso. Planeje e pesquise antes de comprar um produto ou serviço. Procure diferentes marcas e lojas para conseguir preços menores e condições de pagamento melhores.

Como as compras online estão em alta, temos um post especial sobre como economizar nelas.

Corte gastos em casa

Como a sua prioridade financeira é quitar as suas dívidas, é preciso cortar gastos dentro de casa. Avalie quais despesas estão muito altas e tenha um plano para reduzir elas.

Anda gastando muito com energia elétrica? Cuide para apagar as luzes e desligar eletrônicos da tomada quando não estão sendo usados.

A conta de água está muito alta? Tome banhos mais curtos e reutilize água sempre que possível.

Com pequenas atitudes, e com a família colaborando, é possível fazer uma grande economia!

Elimine despesas fora de casa

Agora que você já reduziu os gastos domésticos, é hora de avaliar como diminuir as despesas fora de casa.

Que tal repensar se você realmente precisa de um carro ou se você não pode substituir ele por um mais barato e econômico?

Os gastos com alimentação estão altos? Avalie quais alimentos ou marcas podem ser substituídos e se você não está comprando mais do que precisa para sua família.

Mudanças no nosso consumo em mercados e lojas podem economizar muito dinheiro!

E é aqui que temos os gastos supérfluos, ou seja, desnecessários. Cuidado com esses!

Se controle nas datas festivas

O natal e o ano novo vem recheados de gastos. Seja nas ceias, nas viagens ou com os presentes para toda a família.

Lembre que a sua prioridade financeira agora é acabar com as dívidas. Por isso, converse com seus familiares para economizar nessa época.

Anote tudo

Anote todos os seus gastos

Para ter controle financeiro em 2021, além de quitar as suas dívidas, você precisa anotar todos os seus ganhos e gastos. Tudo.

Você pode achar que sabe para onde vai o seu dinheiro. Mas a partir do momento que você anota tudo, você descobre gastos desnecessários ou áreas da sua vida que precisam de atenção especial.

Uma opção para fazer esse controle de entradas e saídas são os aplicativos de finanças. Aqui vão alguns:

  • Guiabolso: parceiro da QuiteJá, o guiabolso é perfeito para quem quer integrar seus cartões de crédito e contas em um mesmo lugar;
  • Mobills: é um dos queridinhos dos brasileiros, prático e com várias funcionalidades, como sincronização de dados;
  • Spendee: visual e prático, você pode vincular ele a alguma conta ou inserir os dados manualmente, além de indicar seus gastos recorrentes;
  • Wallet: ideal para quem precisa compartilhar as finanças com a pessoa amada ou a família;
  • Organizze: ideal para quem quer estabelecer metas financeiras.

Neste outro post, recomendamos mais ferramentas para ajudar sua vida financeira.

Tenha metas e prioridades

É importante fazer as famosas metas de ano novo. Mas não vale criar metas como “emagrecer”, “ganhar dinheiro” ou “economizar”. 

Elas não têm um objetivo claro. Você chegará no final do ano de 2021 sem ter certeza se realmente cumpriu aquela meta. Por isso, seja uma meta financeira ou não, determine se ela é:

  • Específica: o que você quer realizar?
  • Mensurável: como você vai saber que alcançou a meta?
  • Alcançável: está ao seu alcance?
  • Relevante: essa deve ser sua prioridade?
  • Temporal: até quando?

Um exemplo de meta financeira seria: “Fazer uma reserva de emergência de R$1.200 até o fim do ano economizando R$100 por mês”.

Reforçando: tenha prioridades. Todos queremos economizar dinheiro ou comprar algo novo. Mas se você está com dívidas, é mais importante se livrar delas antes.

Quite as dívidas

É hora de resolver suas dívidas de uma vez por todas. Descubra por onde você vai começar a quitar e se você é capaz de pagar de uma única vez. Se esse não for seu caso, a melhor opção é fazer uma negociação de dívidas.

E é aqui que a QuiteJá pode te ajudar! Somos uma assessoria de negociação, ou seja, ajudamos você a fechar acordos com empresas e bancos.

Nosso diferencial é que fazemos isso 100% online. No nosso site você consulta seu CPF e escolhe a proposta que for melhor para você. Sem contar que temos descontos e condições de pagamento incríveis. Afinal, o acordo tem que ser ideal para você.

Além disso, caminhamos lado a lado com você durante toda a jornada de quitação. Queremos que você tenha a melhor experiência e seja tratado da melhor forma.

Guarde dinheiro

Guarde dinheiro

Livre de dívidas? O dinheiro destinado a quitar suas pendências agora pode ser guardado. Para poder lidar com imprevistos, é essencial planejar uma reserva de emergência. Além disso, você pode guardar dinheiro para outros objetivos importantes.

Entretanto, aprenda sobre investimentos para que esse dinheiro possa render. Existe a poupança, mas existem outras opções mais interessantes e que não necessitam de um valor inicial alto. Confira alguns:

  • Tesouro Direto: no site oficial você pode inclusive comparar o rendimento com o da poupança;
  • CDB: crédito de depósito bancário, no qual o valor inicial varia de banco para banco;
  • Fundos de investimentos: com R$50 já é possível aplicar em alguns fundos, o importante é pesquisar bem.

Procure outra fonte de renda

Depois de planejar seu 2021, talvez você perceba que precisará de uma renda extra para poder quitar suas dívidas. Existem inúmeras possibilidades para ter um dinheiro a mais no fim do mês, como por exemplo:

  • Revender produtos como cosméticos ou bijuterias;
  • Venda roupas que você não usa mais;
  • Faça entregas por aplicativo;
  • Transporte pessoas com a ajuda de aplicativos;
  • Venda seu artesanato;
  • Cashback.

Conclusão

O fim das dívidas e o ano novo te esperam! Comece esse novo ciclo com a cabeça mais tranquila depois de seguir nossas dicas e quitar suas pendências. Além disso, desejamos que em 2021 você consiga realizar todas as suas metas!

E já sabe, se precisar de ajuda na hora negociar suas dúvidas, é só acessar QuiteJá.

Sofia Hohmann

Analista de Conteúdo na QuiteJá

Posts Relacionados

Pagamento mínimo do cartão de crédito é melhor que parcelar a fatura?
Pagamento mínimo do cartão de crédito é melhor que parcelar a fatura?
QuiteJá | 26/01/2021
Cartão de crédito para negativado é possível?
Cartão de crédito para negativados: 11 opções
Sofia Hohmann | 21/01/2021
Como se livrar das dívidas de uma vez por todas
Como se livrar das dívidas ganhando pouco em 2021: 11 Dicas
Sofia Hohmann | 19/01/2021

Deixe o seu comentário!

Ir para o Topo