11/04/2024

Como limpar seu nome no Serasa, SPC e SCPC em 2024

Ter dívidas é normal. Inclusive, sem as dívidas, muitas vezes, pode ser difícil realizar sonhos como a casa própria ou um carro novo. 

Porém, existe um momento crucial em que as dívidas passam a ser um problema: quando elas não conseguem mais ser pagas em dia.

Dívidas atrasadas podem “sujar o seu nome” e inserir seu CPF no Serasa, SPC e/ou SCPC. E isso pode ser um problemão, por diversos motivos. Descubra neste texto o porquê e como limpar seu nome em 2024!

CPF com restrição? Resolva na QuiteJá!

O que é nome sujo?

A expressão “nome sujo” é uma forma popular de dizer que alguém deixou de pagar algo que comprou e acabou com o nome nos serviços de proteção ao crédito, como o Serasa, SPC Brasil e Boa Vista SCPC.

Mas é preferível não usar essa expressão, pois ela reforça a ideia de que quem deve precisa sentir culpa e vergonha. Não é bem assim, afinal todo mundo passa por momentos de dificuldade financeira.

Por isso, neste texto vamos evitar essa expressão e usar outras como “nome negativado” ou “inadimplente”, combinado?

Por que devo limpar meu nome?

Existem muitos motivos para você querer limpar seu nome e ficar livre das dívidas. Aqui estão alguns dos problemas que você pode ter por estar com o nome negativado.

Problemas com serviços bancários

O banco pode impedir a abertura de novas contas-correntes, bloquear seu cheque especial e negar novos cartões de crédito. Ele só não pode cancelar serviços já contratados.

Dificuldade de contratação de emprego

Mesmo que a prática possa parecer contraditória, algumas empresas consultam os CPFs de candidatos e evitam contratar pessoas inadimplentes.

Fator de exclusão de concursos públicos

Assim como nas empresas privadas, alguns concursos públicos, em especial aqueles para órgãos financeiros, pedem que o candidato tenha o nome limpo.

Análise de crédito dificultada

Com o nome negativado, pode ser difícil ter uma análise de crédito aprovada, seja para alugar um imóvel, financiar um carro, contratar um serviço de cartão de crédito ou comprar no crediário.

Estatísticas do nome sujo no Brasil

Estatísticas do nome sujo no Brasil | QuiteJá

Em setembro de 2023, uma pesquisa do Instituto Locomotiva apontou que 8 em cada 10 famílias brasileiras estão endividadas e um terço têm dívidas em atraso.

Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) apontam que em janeiro de 2024, cada consumidor negativado devia, em média, R$ 4.388,21 na soma de todas as dívidas.

Além disso, cada inadimplente devia, em média, para 2,10 empresas credoras, considerando todas essas dívidas.

Preocupante, não é mesmo? Mas vamos te ensinar como sair dessas estatísticas!

Como limpar seu nome em 4 passos

Você já descobriu porque é importante tirar seu nome da negativação. Agora, com esses 4 passos, você pode limpar seu nome de maneira segura e descomplicada.

1. Consulte seu CPF

O primeiro passo é descobrir quais são suas dívidas negativadas, qual o valor e qual empresa você precisa pagar. 

Para isso, você deverá consultar seu CPF nos serviços de proteção ao crédito, também conhecidos como birôs de crédito. Saiba onde você pode consultar:

  • Serasa: com um cadastro simples e gratuito no aplicativo ou no site, você pode conferir a lista de dívidas negativadas, seu score de crédito e a situação do seu CPF na receita federal;
  • SPC Brasil: uma consulta gratuita pode ser feita no portal do SPC Brasil. Porém, você também pode optar por uma mais completa, que é paga, com dados de diferentes birôs, protestos em cartório, registro de cheques, consultas ao seu nome nos últimos 6 meses e contratos concedidos;
  • Boa Vista SCPC: para consultar seu CPF, você só precisa fazer um cadastro rápido no site ou aplicativo do Consumidor Positivo.

2. Negocie sua dívida

Em seguida, busque seu credor ou empresas que negociam dívidas, como a QuiteJá, para conseguir acordos com descontos e condições vantajosas para quitar a dívida e limpar seu nome.

No nosso site você fecha um acordo em poucos passos: é só digitar seu CPF, clicar em negociar dívida, ver as propostas disponíveis, ou simular a ideal para você, e confirmar. Depois é só pagar o boleto e tchau, dívida! 

3. Faça seu planejamento financeiro

Esse passo vai te acompanhar para o resto da sua vida. Durante a quitação de dívidas para limpar seu nome, você precisa saber muito bem seus ganhos e gastos para poder cortar despesas desnecessárias e entender quanto você pode usar por mês para pagar dívidas. 

Após limpar seu nome, é importante continuar anotando tudo que entra e sai nas suas finanças para evitar que você perca o controle e volte para o ciclo do endividamento.

4. Cumpra com o combinado

Fechou um acordo para pagar sua dívida? Cumpra com o combinado, pois atrasar uma parcela ou deixar de pagar permite que o credor insira seu nome nos serviços de proteção ao crédito novamente

Além disso, você terá descontos menores e condições de pagamento piores em novas negociações. Portanto, somente se comprometa com um acordo que você sabe que poderá pagar.

Quanto tempo leva para limpar o nome?

Após o pagamento da negociação à vista ou da primeira parcela do acordo negociado, o credor da sua dívida tem até 5 dias úteis, após a confirmação da baixa do pagamento, para limpar o seu nome.

Caso isso não ocorra, você pode pedir a exclusão no serviço de proteção ao crédito ou com o seu credor. Se mesmo assim o nome não for limpo, você pode entrar com uma ação judicial por negativação indevida.

Além disso, quando a dívida completa 5 anos, o credor é obrigado a retirar o nome do cadastro de inadimplentes e seu nome fica limpo, é o que chamamos de caducar a dívida.

O que acontece com o nome após 5 anos no SPC?

Caducar a dívida, como conhecemos popularmente, é a prescrição da pendência após 5 anos. Porém, ela continua existindo e ainda precisa ser paga. 

Como seu nome está limpo, a empresa para a qual você deve só pode te cobrar de forma amigável e extrajudicial. Além disso, outras empresas para as quais você queira pedir crédito não verão essa dívida listada ao consultar seu CPF.

Entretanto, ela ainda pode constar no seu histórico financeiro e gerar restrições internas com o seu credor. Por isso, é sempre bom pagar. Além disso, passar 5 anos sofrendo todas as consequências de estar com o nome negativado não vale a pena.

O que faço para nunca mais ter o nome sujo?

Nome limpo, missão cumprida! Mas afinal, como nunca mais entrar no ciclo do endividamento? Conheça alguns dos hábitos que vão te ajudar a manter o controle da sua vida financeira.

Conheça seus gastos

Se você ainda não anota tudo que você gasta, essa é a hora de começar. Assim, você descobre com o que você mais gasta, além de saber o que é despesa fixa e o que é desnecessário e pode ser cortado. 

Para isso, use planilhas financeiras ou aplicativos de finanças pessoais.

Tenha um planejamento mensal

Baseado nos seus gastos, você pode planejar quanto quer gastar mensalmente com cada área da sua vida – como moradia, alimentação, lazer e prioridades financeiras (agora que você já limpou seu nome, sua prioridade financeira pode ser poupar dinheiro).

O planejamento mensal das suas finanças vai deixar claro onde você está extrapolando ou o que você não está priorizando. É interessante determinar uma porcentagem para cada tipo de gasto.

A regra 50-35-15 é uma boa opção. Nela, 50% da sua renda são destinados para gastos essenciais, 35% para gastos pessoais e 15% para prioridades financeiras.

Regra 50-35-15 para planejamento mensal | QuiteJá

Siga o plano a risca

Não adianta deixar seu planejamento financeiro no papel, é preciso seguir ele à risca. Compare mensalmente o que você planejou e o que de fato foi gasto para saber onde está o gargalo das suas finanças. Além disso, não caia na tentação do cheque especial e cartão de crédito para comprar algo que não está planejado.

Tenha um fundo de emergências

E se acontecerem imprevistos? Para que seu planejamento financeiro não vá por água abaixo, o primeiro destino do dinheiro das suas “prioridades financeiras” precisa ir para uma reserva de emergência. Ela deve equivaler a pelo menos três meses de renda para você e sua família viverem confortavelmente se algo sair do planejado.

Conclusão

A vida financeira pode sair dos trilhos e seu nome pode acabar negativado. Mas agora você sabe que existem passos simples que podem tirar você dessa

Nós da QuiteJá estamos aqui para facilitar a negociação de dívidas e ajudar você a limpar seu nome mais rápido. Conte com a gente para ter um acordo com descontos e condições acessíveis de pagamento! 


QuiteJá

Uma plataforma que nasceu para resolver suas pendências financeiras de maneira segura e sem burocracia. Tem alguma dúvida? Converse com a gente nos comentários!

Posts Relacionados

Renda familiar: o que é, como calcular e como comprovar
QuiteJá | 13/06/2024
Dia dos namorados: 12 presentes que não custam nada
QuiteJá | 03/06/2024
Finanças do casal: 4 dicas para se planejar a dois
QuiteJá | 23/05/2024

Deixe o seu comentário!

Ao informar meus dados, eu aceito receber comunicados e concordo com a Política de Privacidade.

Ir para o Topo