17/06/2021

Como economizar no mercado: 17 dicas práticas

Quem costuma ir às compras com certeza já notou: os preços no geral estão cada vez mais altos. Aprender a como economizar no mercado passou a ser uma necessidade. Porém, como gastar menos se a ida ao mercado é indispensável?

A boa notícia é que podemos garantir: existem formas de economizar no mercado sim! Criamos um compilado de dicas que vão te conduzir a compras mais inteligentes, rápidas e econômicas. Nos acompanhe: 

Como fazer as compras do mês gastando pouco?

Sair do mercado com a certeza de que gastou mais do que esperava é comum. Porém, essa não precisa ser a regra. Com paciência e comprometimento, é possível economizar no mercado e garantir as necessidades da sua família. 

Como as nossas dicas a seguir, você vai aprender a como economizar no mercado sem precisar abrir mão do essencial. Vamos lá?

Garanta até 90% de desconto na sua negociação de dívidas

01. Conheça os “truques” dos supermercados

Talvez você nunca tenha se dado conta, mas os supermercados têm muitos truques. Já percebeu que muitas vezes o açougue fica nos fundos do mercado? Pois é, isso tem uma razão: fazer você passar por várias sessões até chegar onde deseja.

As prateleiras também guardam segredos. Geralmente, os produtos que ficam na altura dos olhos são os “sugeridos” pelo mercado. Embalagens atraentes e preços mais altos estão por trás dessa tática. 

Todos esses truques tem como função vender mais, ou seja, são o oposto do que buscamos aqui. Por isso, vá ao mercado portando sua lista de compras e com disposição para ir além do “mais cômodo”. 

Lembre-se de sempre verificar os produtos que estão nas partes superiores e inferiores das prateleiras. Com certeza, você encontrará valores mais acessíveis.

02. Participe de programas de fidelidade

Os programas de fidelidade dos supermercados são ótimos aliados da economia. Atualmente, muitas redes de lojas oferecem descontos para cadastrados no site ou app do mercado. 

Alguns mercados até mostram nas etiquetas dos produtos o valor para quem é participante desses programas e para quem não é. Sendo assim, não custa nada se render a esses “clubes” e aproveitar para garantir descontos.

E não se engane, mesmo que os descontos pareçam ser só de centavos, em uma compra grande esses valores podem fazer uma diferença significativa. 

03. Crie um orçamento para as crianças

As crianças adoram ir ao supermercado. E não é para menos: as compras são um mundo de possibilidades! Porém, muitas vezes o orçamento não é compatível com tudo que os pequeninos desejam comprar.

Por isso, uma ótima dica de como economizar no mercado quando se tem filhos é estabelecer um orçamento para as crianças. Determine um valor que caiba confortavelmente no que se pretende gastar. A partir disso, converse e explique às crianças o quanto aquela quantia significa.

Desta forma, é possível ensinar educação financeira desde cedo para as crianças e também dar-lhes a oportunidade de consumirem suas delícias preferidas. Tudo com supervisão e moderação. 

04. Compre em aplicativos

A tecnologia está a seu favor nesse caso. Muitos aplicativos como o Ifood e o Uber oferecem o serviço de compras.  Além de ser uma opção confortável e que economiza um tempão, pode ser também sua chance de economizar dinheiro!

Em geral, a primeira compra nesses aplicativos tem um desconto bem expressivo. Muitas promoções surgem ocasionalmente, como frete grátis e preços promocionais em marcas específicas. 

Baixe esses aplicativos e experimente essa opção. Se você já fez compras assim, vale a pena ficar de olho nas ações promocionais. Poupe dinheiro e tempo

05. Leia os rótulos

Ao fazer compras é fundamental estar atento aos rótulos dos produtos. Muitas vezes, o que parece ser um item que vai gerar economia, não é tão vantajoso assim.

Crie o hábito de prestar atenção nas embalagens, sempre verifique:

  • peso do produto
  • data de vencimento
  • mudanças no formato ou tamanho das embalagens

06. Aproveite para experimentar novos produtos/marcas

Sua marca preferida ficou mais cara? Essa é a deixa para experimentar novos produtos ou novas marcas. Procure por um item similar ao de sua preferência, confira se contém os ingredientes que você deseja e leve para casa.

Muitas vezes, as marcas ganham os corações dos consumidores e é difícil se ver comprando algo diferente. Mas se a meta é economizar, provar novas opções pode fazer um bem danado!

Muito além de ajudar a aliviar as despesas, essa atitude pode fazer com que você descubra novos produtos preferidos. Bom para expandir seu paladar, bom para seu bolso

07. Considere compras em atacados

Mercados atacadistas são perfeitos para quem costuma fazer compras para o mês todo ou tem família grande. Aproveite para comprar produtos não perecíveis como arroz, feijão e papel higiênico.

Como são vendidos em grandes quantidades e com um preço reduzido, o “mais” pode sair por menos. Porém, é preciso ter consciência também, as compras devem ser apenas de produtos que sejam de uso contínuo. Mire sempre nos itens que fazem sentido para sua casa. 

08. Cuidado com as promoções 

Sabe aquela expressão “bom demais para ser verdade”? Algumas promoções são exatamente assim. Primeiro, sempre esteja com uma calculadora a postos. Em casos de combos, calcule se o valor promocional é de fato menor do que o dos produtos separados.

Aqui temos uma armadilha também, verifique se a promoção faz sentido para as suas necessidades. Convenhamos que não adianta ter uma promoção maravilhosa de um item que você não precisa ou já tem.

Vale a pena ficar de olho na validade dos produtos também. Adquirir muitos produtos perto da validade pode gerar desperdício se não houver tempo para consumi-los. 

Aprenda a como economizar no mercado com dicas práticas | QuiteJá

09. Fique de olho nas estação do ano

Essa dica vale especialmente para quem gosta de fazer a feira no mercado. Comprar verduras, frutas e legumes da estação gera uma boa economia.

O calendário agrícola e nosso clima tropical preveem diferentes frutas e verduras para cada período do ano. No frio, por exemplo, é mais fácil encontrar laranja e brócolis. Enquanto no verão melancia e couve estão com tudo.

Além de diversificar seu cardápio, comprar alimentos de acordo com as estações do ano em que eles estão mais abundantes garante um preço menor.  O que é só alegria para seu bolso e saúde!

DICA: remanejar a compra desses itens do mercado para a feira também pode te ajudar a economizar!

10. Estabeleça intervalos para as compras

Nada de ir ao mercado sempre que der na telha, quem quer economizar precisa se atentar também ao número de visitas que faz aos supers. Idas desnecessárias acabam terminando em compras desnecessárias

Compras mensais e semanais planejadas previamente tornam a ida ao mercado mais específica e direcionada. E aí o risco de escorregar no orçamento é bem menor. 

11. Pesquisar é essencial

Para economizar no mercado é preciso ativar o modo detetive, siga o preço baixo de perto! Com acesso a internet, esse tipo de pesquisa ficou muito mais fácil. Ao ver comerciais na TV ou receber panfletos nos semáforos, aproveite também para dar uma boa olhada nos preços.

Se você é o tipo de pessoa que mantém uma planilha de gastos, é possível fazer uma pesquisa de preço por comparação. Como as compras mensais costumam ter repetição de itens, verifique se de um mês para outro os valores sofreram alguma alteração.

A parte da pesquisa pode até parecer chata, mas vale a pena investir tempo nisso. Pesquisando você terá, literalmente, só ganhos. 

12. Escolha o dia certo para cada intenção de compra

Alguns dias da semana fazem mais sentido para determinados tipos de compras. Por exemplo, quem deseja comprar frutas e verduras precisa ir no dia em que há feira no mercado. Geralmente, na quarta e quinta-feira. 

Quer fazer as compras com calma e pesquisar os preços? Fuja do mercado aos finais de semana, que são sempre mais movimentados e cheios. Vésperas de feriados também costumam ser tumultuadas para as compras. Evite-as. 

13. Dê atenção a lista de compras

Uma bela economia começa na preparação, nesse caso, na lista de compras. Pode não parecer, mas criar uma lista dos itens a serem comprados faz total diferença no seu bolso. Mais do que gastar menos, a lista também ajuda a não esquecer nada importante.

Atualmente, existem até aplicativos que ajudam na criação de listas para o mercado. Mas o bom e velho “papel e caneta na mão” também dá conta do recado. Com a lista pronta, se comprometa a segui-la à risca.

Esse passo garante que itens desnecessários não sejam adquiridos. Ao mesmo tempo, torna a ida ao mercado muito mais objetiva e rápida. Ou seja: economia na certa!  

14. Crie antecipadamente o cardápio da semana

Quem costuma cozinhar em casa já sabe disso, mas ter um cardápio pré-programado pode render muitos benefícios. O primeiro deles começa já no mercado. Com os pratos da semana decididos, fica fácil montar a lista de compras e economizar.

Outro fator que acaba sendo visível é o ganho de tempo nas compras e no dia a dia. Sabendo o que será cozinhado, durante as compras é possível ir direto aos itens necessários. Sem rodeios ou distrações.

15. Tenha um orçamento pré-determinado

Tão importante quanto a lista de compras é o orçamento. Determinar um valor para gastar em cada ida ao supermercado ajuda a controlar as despesas mensais. Utilizar uma calculadora enquanto seleciona os produtos ajuda muito também.

O orçamento não precisa ser uma regra totalmente restrita. Às vezes, é possível antecipar a compra de um produto em uma promoção, por exemplo. Abra exceções, mas seja firme quanto a evitar gastos desnecessários.

16. Fome não combina com as compras

Essa dica é de conhecimento popular, mas ainda assim é muito fácil cair nessa cilada. Ir às compras com fome pode fazer um rombo no seu orçamento. Com fome e com menos dinheiro na carteira não dá, né?

Quando estamos famintos, nossa vontade de saciar a fome pode fazer com que itens que normalmente estariam fora da lista de compras sejam adquiridos. Um salgadinho, um congelado, um docinho… A verdade é que a fome dá um senso de urgência às coisas.

Por isso, se programe para ir alimentado fazer compras. Compras por impulso podem aumentar seus gastos consideravelmente. 

17. Compras no caixa, atenção redobrada

Quem nunca viu o preço errado de um produto que atire a primeira pedra. É comum que, às vezes, as etiquetas mostrem um valor errado ou mesmo que a gente se confunda na hora da compra. É por esse motivo que ao passar as compras no caixa, preste muita atenção!

Confira se os produtos adquiridos com preço de promoção realmente estão na promoção, se nada está mais caro do que o anunciado e também se o valor total está dentro do planejado

Como economizar no mercado pode impactar seu orçamento

Segundo um estudo de Harvard, 85% das decisões de compra são feitas dentro das lojas. Isso pode significar um gasto acima do esperado

Sendo assim, não ter um planejamento para as despesas com o mercado pode fazer com que falte dinheiro no fim do mês. Para não ter gastos além do possível e também não deixar nada faltar em casa, sempre se organize. 

Agora que aprendeu dicas matadoras para se sair bem nas compras, que tal compartilhar o link desse texto com mais pessoas?

Tem mais alguma dica diferente para compartilhar com a gente? Nos conte nos comentários, vamos adorar saber! Siga estes passos e boas compras! 

QuiteJá

Uma plataforma que nasceu para resolver suas pendências financeiras de maneira segura e sem burocracia. Tem alguma dúvida? Converse com a gente nos comentários!

Posts Relacionados

Os melhores podcasts sobre finanças [+3 dicas bônus]
QuiteJá | 22/10/2021
Dívida Crediativos: como e onde negociar +3 vantagens
QuiteJá | 14/10/2021
Golpe do Pix: 6 tipos mais comuns + como se proteger
QuiteJá | 08/10/2021

Deixe o seu comentário!

Ir para o Topo