08/10/2021

Golpe do Pix: 6 tipos mais comuns + como se proteger

Já falamos aqui sobre o golpe do boleto falso e também sobre o golpe do whatsapp. Porém, uma nova modalidade surgiu recentemente: o golpe do PIX!

Com o avanço da tecnologia, surgem também novas formas de extorquir e enganar as pessoas. Por isso, é fundamental entender como os golpes são aplicados e como você pode se proteger.

O golpe tá aí… Mas a gente te ajuda a se blindar, olha só! 

Quais são os golpes do PIX?

Pois é, você leu certinho: são golpes, no plural. Os bandidos estão cada vez mais ardilosos e já existem diversos tipos de roubos através do PIX. Para passar longe de todos esses meios, confira quais são os principais golpes e suas aplicações.

1. Bug do PIX

Sabe aquelas coisas que são boas demais para serem verdade? Pois é, esse golpe se encaixa perfeitamente nessa descrição. Nessa modalidade, os bandidos espalham mensagens e vídeos na internet com uma promessa falsa.

A comunicação informa que devido a um bug (defeito ou falha) no sistema PIX, ao realizar transferência para uma chave específica as pessoas receberão o valor transferido em dobro. 

Não caia nessa armadilha! Esse tipo de informação é uma inverdade e só serve de isca para fazer com que pessoas depositem dinheiro na conta de malfeitores.  

Seu CPF está limpo? | Consulte

2. WhatsApp clonado

Nesse caso, um criminoso entra em contato com a vítima através de mensagem ou ligações telefônicas alegando que precisa do código de segurança do WhatsApp, que é encaminhado por  SMS.

Esse golpe pode vir disfarçado com a informação de que esse procedimento faz parte de uma atualização de segurança do aplicativo. Ao fornecer o código, o WhatsApp da vítima é clonado.

Após isso, o criminoso começa a se passar pela vítima e envia mensagens aos contatos dela alegando que precisa de dinheiro para uma emergência. E adivinha só? A transferência deve ser feita por meio do PIX.

Mais uma vez o golpe começa a ser aplicado e pode levar um tempo até que os amigos e familiares contatados percebam. Por isso, se algo assim acontecer com você, não forneça suas informações e não realize transferências até confirmar a real necessidade.

3. Perfil falso no WhatsApp

Aqui o WhatsApp também é o meio utilizado para a aplicação de golpe do PIX. Os bandidos utilizam a foto de perfil da vítima, geralmente retirada do perfil do WhatsApp ou das redes sociais.

Com uma conta falsa, se passam pela vítima, mentem ao dizer que essa pessoa precisou trocar de número de celular e, assim como no golpe acima, pedem dinheiro a amigos e familiares da vítima alegando emergências.

4. Através de SMS

Não é de hoje que mensagens falsas são utilizadas para aplicar golpes. No caso do PIX, os ladrões enviam SMS oferecendo descontos em faturas de cartão de crédito ou de contas telefônicas. 

O golpe costuma dar certo porque promete um bom desconto caso o pagamento seja realizado via PIX. E convenhamos, quem é que não gosta de uma economia, não é mesmo?

Porém, nessa situação, o pagamento acaba indo para uma chave PIX pertencente aos ladrões. Não tem nadinha de desconto real!  

5. Falso cadastramento da chave de acesso

Esse golpe do PIX tem se disseminado através de links enviados por SMS falsos, e-mails e mensagens nas redes sociais. Aqui a proposta oferecida é a de cadastramento de uma chave de acesso.

A pessoa que decide criar uma nova chave PIX é direcionado para um site falso que solicita suas informações de acesso e os tokens (códigos de autenticação) da sua conta bancária.

Com esses dados, os criminosos conseguem acessar a conta bancária da vítima e roubar o saldo disponível. Ou seja, a vítima não faz uma nova chave do PIX, no lugar ela tem suas informações e dinheiro roubados. 

6. Golpe do Pix agendado

Esse golpe é um pouco mais perspicaz, já que utiliza a função de agendamento do PIX. 

A atuação é assim: os golpistas realizam o agendamento de uma transferência via PIX para uma vítima. Logo após, entram em contato com a pessoa e informam que a transferência aconteceu por engano e exigem o dinheiro de volta.

Aqui vale frisar que uma transferência agendada só será realizada na data marcada. Na dúvida sobre um dinheiro ter ou não caído na sua conta, entre em contato com o gerente do seu banco.

Acontece que muitas pessoas não sabem dessa informação e acabam acreditando que de fato precisam devolver o valor solicitado na “transação por engano”.  O que acontece aqui é que logo após a vítima transferir o dinheiro, os golpistas cancelam a transferência e embolsam o valor solicitado no golpe. 

Como se proteger dos golpes do PIX? | QuiteJá

Como se proteger dos golpes do PIX?

Agora que você já conhece detalhes sobre os golpes de PIX mais famosos, está na hora de aprender a se proteger dessas ações criminosas. 

  • Sempre use senhas diferentes para seus aplicativos, especialmente os de bancos. E nada de usar senhas óbvias demais, ok?
  • Em hipótese alguma guarde fotos de senhas ou dos cartões de crédito na sua galeria de fotos.
  • Ao realizar pagamentos via PIX tenha atenção aos detalhes das informações de quem vai receber o dinheiro.
  • Viu alguma notícia ou situação que parece de alguma forma lucrativa e suspeita? Entre em contato com fontes oficiais relacionadas ao assunto e confirme a informação.
  • Algum amigo ou parente está pedindo dinheiro para você através de aplicativos de conversa? Desconfie e tente verificar se a solicitação é verdadeira.
  • Desconfie também de mensagens e ligações telefônicas de números desconhecidos. 
  • Se não tiver certeza de que uma página é real e/ou segura, não disponibilize informações pessoais e não realize pagamentos.

Aqui vale aquela máxima: todo cuidado é pouco! Isso não significa que você precisa entrar na neura, mas é importante ter um olhar minucioso sobre as situações que podem envolver transferência via PIX. Combinado?

Recentemente, mudanças no PIX foram anunciadas como forma de tentar diminuir a taxa de fraudes e golpes. A primeira delas está relacionada às transferências e pagamentos realizados por pessoas físicas e microempreendedores individuais.

Com essas novas regras, entre às 20h e às 6h, essas transações terão limite de R$1 mil. Além disso, uma nova funcionalidade entra em jogo também: será permitido o cadastramento prévio de contas que vão poder receber PIX acima dos limites estabelecidos.

Essas medidas são importantes tanto para gerir melhor seus gastos quanto para evitar ações criminosas.

O que fazer ao cair em um golpe do PIX?

Se você, infelizmente, caiu em um golpe do PIX é preciso agir com rapidez, tá bem? A primeira coisa a se fazer é comunicar seu banco sobre o ato sofrido e logo em seguida realizar um boletim de ocorrência. 

Assim, o banco pode te orientar sobre qual a melhor forma de proceder. Já o B.O. é uma forma de prevenção de direitos. Uma vez que com esse documento em mãos, é possível provar que seus dados ou ações podem ter sido utilizados por criminosos.

Nos casos dos golpes envolvendo o número do telefone celular, é recomendável entrar em contato com a sua operadora de telefonia e bloquear o seu chip.  

Como recuperar dinheiro de um golpe do Pix?

O primeiro passo nesse caso é comunicar sobre o ocorrido ao seu banco e pedir que seja realizado o estorno e o bloqueio dos recursos da conta do destinatário. No entanto, fica a critério da instituição financeira acatar ao seu pedido.

Caso você tenha uma resposta negativa, é possível registrar uma reclamação junto ao Banco Central. E, claro, dependendo do seu caso também é recomendado que a assistência jurídica seja procurada.

Aqui temos uma boa notícia: o Banco Central anunciou que a partir de novembro um mecanismo para devolução dos valores do PIX será implementado. Porém, enquanto isso não acontece, fique de olhos bem abertos!

Conclusão

Para todas as formas de golpe do PIX existentes, a melhor medida de segurança é manter a atenção redobrada. Bateu aquela dúvida sobre um link, um pagamento ou um pedido de ajuda? Desconfie e averigue a informação.

O PIX pode e deve ser seu aliado, mas a preocupação com a sua segurança e com a segurança de seus dados também deve fazer parte do seu dia a dia.

Gostou do conteúdo? Compartilhe essas informações, umas das formas de prevenir os golpes é ajudando amigos e familiares a se manterem informados!

QuiteJá

Uma plataforma que nasceu para resolver suas pendências financeiras de maneira segura e sem burocracia. Tem alguma dúvida? Converse com a gente nos comentários!

Posts Relacionados

Os melhores podcasts sobre finanças [+3 dicas bônus]
QuiteJá | 22/10/2021
Dívida Crediativos: como e onde negociar +3 vantagens
QuiteJá | 14/10/2021
Como conseguir um empréstimo: saiba tudo que é necessário
QuiteJá | 30/09/2021

Deixe o seu comentário!

Ir para o Topo