19/01/2021

Como se livrar das dívidas ganhando pouco em 2021: 11 Dicas

Dívidas tem seu lado bom. Elas ajudam você a realizar projetos ou comprar bens mesmo ganhando pouco. Mas o problema começa quando você não consegue mais pagar suas dívidas em dia.

Mais de 65 milhões de brasileiros estão com dívidas em atraso, conforme boletim do Serasa de abril de 2020. Isso corresponde a quase 40% da nossa população, acredita?

Aí surge a questão: como se livrar das dívidas de uma vez por todas? A resposta você encontra neste texto!

O que fazer quando se está muito endividado(a)?

Acumulou muitas dívidas e agora não sabe o que fazer? O superendividamento, como chamamos, é quando você não tem mais condições de pagar suas dívidas.

Para sair desse ciclo do mau endividamento, é preciso respirar fundo, criar um plano de ação e seguir ele à risca. 

Antes de mais nada, tente não criar mais dívidas, por mais impossível que isso possa parecer. 

Depois, organize suas finanças e entenda quais são suas dívidas para conseguir quitar elas mesmo ganhando pouco. 

Por último, mantenha sua saúde financeira em dia para se manter livre de atrasos nos pagamentos.

Agora que você sabe que existe uma luz no fim do túnel, vamos entender como sair de dívidas específicas e conferir 11 dicas para se livrar delas?

Garanta até 90% de desconto na sua negociação de dívidas

O que fazer para sair das dívidas?

Para sair das dívidas, você precisa entender quais são elas e como o contrato delas funciona, para poder escolher de forma inteligente qual você irá quitar primeiro. 

Descubra como sair dos principais tipos de dívidas.

De empréstimo

O atraso no pagamento de empréstimos surge porque, apesar de muitos deles terem juros relativamente baixos, eles são feitos em momentos em que você precisa muito daquele dinheiro. Seja para quitar outra dívida, investir em seu negócio, ou comprar algum bem.

Na hora de fazer o empréstimo, nem sempre se planeja como pagar ele, e as parcelas podem atrasar por conta disso.

Para sair dessa dívida, é preciso se organizar para colocar as parcelas em dia ou buscar uma negociação para que o valor a ser pago tenha desconto.

De cartão de crédito

Em uma pesquisa feita pela QuiteJá em setembro de 2020, 35,5% dos nossos clientes disseram que o vilão das suas dívidas é o cartão de crédito.

Ele é fácil de adquirir e muitos consideram o cartão de crédito uma extensão do dinheiro. Além disso, ele tem uma taxa de juros acima de 90% ao ano, a segunda maior taxa do mercado.

Por isso, é compreensível que ele esteja em primeiro lugar na causa do endividamento.

Para se livrar dessa dívida, é preciso quitar ela, além de mudar a forma como se usa o cartão de crédito e trocar ele se o atual tiver juros e anuidades altas.

Do cheque especial

O cheque especial, crédito pré-aprovado na sua conta corrente, pode ser uma armadilha financeira.

É fácil de usar ele, mas os juros são altíssimos e calculados diariamente, chegando a 150% ao ano.

Como sair dessa dívida? Faça o possível para trocar o cheque especial por um crédito com juros menores, como empréstimos, ou negocie ele para quitar quanto antes seu saldo.

Do FIES

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) foi criado pelo Ministério da Educação para ajudar brasileiros a financiarem seus estudos.

Ele funciona da seguinte forma: o contrato é feito para iniciar o pagamento integral ou parcial da faculdade após o término da mesma.

Caso não consiga pagar as parcelas propostas, você deve fazer o pagamento mínimo.

Se atrasar as parcelas, para se livrar da dívida do FIES é preciso renegociar ela no banco que gerou o contrato com parcelas de no mínimo R$ 200.

 

Da empresa

Mulher pensando como se livrar das dívidas da sua empresa e manter as contas em dia

Você tem seu próprio negócio e está sofrendo para manter as contas em dia? Conforme pesquisa do Serasa de agosto de 2020, 5,5 milhões de empresas brasileiras estavam inadimplentes.

Sabemos que é um desafio fugir do vermelho e ainda ter uma margem de lucro no seu negócio.

Para quem quer retomar o fôlego do seu negócio e se livrar das dívidas, procure trocar elas por empréstimos com garantia ou outros créditos com baixa taxa de juros. Outra opção interessante é renegociar a dívida com desconto e condições de pagamento vantajosas.

Como se livrar das dívidas com 11 dicas

Você já sabe o que precisa ser feito para se ver livre das dívidas, agora vamos descobrir como fazer isso com 11 dicas valiosas que você deve seguir antes, durante e depois da quitação.

1. Saiba o quanto você deve

O primeiro passo para se livrar das dívidas é descobrir o quanto você deve. 

É hora de fazer um diagnóstico das suas dívidas, anotar todas elas, saber quais as taxas de juros, qual foi o valor inicial e há quanto tempo você está com elas em atraso.

Em seguida, organize elas por valor da taxa de juros, para saber por onde você vai começar a quitar. 

Recomendamos que você comece por aquela com maiores juros, pois é a que vai aumentar mais rápido independente do valor do saldo devedor.

2. Defina uma meta de economia mensal

Descubra quanto dos seus ganhos mensais você pode economizar para quitar suas dívidas e defina esse valor como uma meta.

Essa dica é essencial para as próximas, nas quais você terá que pagar sua dívida e controlar gastos pensando nessa meta mensal.

3. Negocie sua dívida

Pagar sua dívida integralmente com todos os juros acumulados pode ser impossível, principalmente ganhando pouco. 

Se você viu que não pode abrir mão de muito para quitar suas dívidas, não se preocupe!

A solução para você é negociar sua dívida. Isso pode ser feito direto com o seu credor, mas essa relação pode já estar desgastada e chegar em um bom acordo pode demorar.

Por isso, recomendamos que você negocie sua dívida online com empresas de negociação de dívidas como a QuiteJá. 

E como funciona isso? Nossos credores parceiros nos mandam dívidas em aberto para negociarmos elas com você. Mandamos SMS e e-mails avisando que elas estão disponíveis, mas você também pode consultar as propostas à vista ou parceladas acessando diretamente nosso site.

Você informa seu CPF, confirma seu telefone, escolhe ou simula a proposta que cabe na sua meta mensal de economia e confirma o acordo. Aí é só seguir para o pagamento e adeus, dívida!

4. Controle melhor os seus gastos

Se você ainda não tem o hábito de anotar tudo que entra e sai de dinheiro durante o mês, é importante começar agora que você quer se livrar das dívidas.

Use cadernos, planilhas ou aplicativos de finanças pessoais para anotar seus gastos e entender onde você está gastando mais. Dessa forma, é possível até prevenir que uma nova dívida surja.

Quer ter uma planilha financeira incrível para controlar suas finanças? Baixe a sua aqui!

5. Corte gastos desnecessários

Gastos anotados? Para controlar eles mais ainda e conseguir atingir a meta de economia necessária para quitar as suas dívidas, é preciso entender quais gastos são desnecessários.

E não pense que os vilões das suas finanças são os grandes gastos. É aquele café aqui, aquela blusinha ali e outros gastos que são quase “invisíveis” e que somados acabam pesando no orçamento.

Para se livrar das dívidas é preciso ter disciplina e abrir mão desses “agrados”.

6. Procure aprender mais sobre educação financeira

Educação financeira é saber controlar o seu dinheiro ao invés de ser controlado por ele. Ela será fundamental para você se livrar das dívidas. 

Saiba cada vez mais sobre como ganhar mais dinheiro, como poupar, como usar crédito de maneira inteligente e como investir.

Hoje ficou mais fácil aprender mais sobre finanças com blogs como o nosso, vídeos no youtube, livros e podcasts de finanças. Você escolhe!

7. Converse com a sua família

Casal avaliando e conversando sobre dívidas em família

Para se livrar das dívidas é preciso se livrar da vergonha. Dificuldades financeiras acontecem, você não precisa fingir que está tudo bem, muito menos para a sua família.

Por isso, converse com a sua família sobre a sua situação financeira e sobre seu plano de ação para sair das dívidas. Afinal, todo mundo dentro de casa pode dar aquela ajudinha para economizar e quitar mais rápido.

8. Busque uma renda extra

Chegou até aqui e percebeu que mesmo economizando, seu dinheiro não é o suficiente para se ver livre das dívidas?

Pode ser o momento ideal de buscar uma renda extra. Existem muitas formas de ter uma graninha extra no fim do mês, aqui vão algumas ideias:

9. Evite o cartão de crédito e parcelamentos

Como falamos no começo deste texto, evite ao máximo criar novas dívidas. 

Já que o cartão de crédito funciona como um empréstimo com altas taxas de juros, fuja dele enquanto estiver no processo de quitar dívidas. E se você tiver mais de um, mantenha somente um e cancele os outros para maior controle.

Além disso, tente evitar parcelamentos. Você pode perder o controle das parcelas e acabar com uma fatura muito alta pelo acúmulo delas, gerando ainda mais dívidas.

10. Cozinhe em casa e leve marmita

As refeições fora de casa são parte daqueles gastos desnecessários que precisam ser cortados se o seu plano é acabar com as dívidas.

Separamos uma dica especial para isso, pois a diferença no orçamento de comer todo dia fora e levar uma marmita é enorme. 

Por exemplo, se você almoça fora nos dias em que trabalha, a média do que você irá gastar é R$ 20 por dia, R$ 100 por semana. Com esse valor, você consegue comprar ingredientes para cozinhar em casa e preparar marmitas por um mês inteiro!

11. Comece a poupar

As dívidas deram trégua e você está recuperando sua vida financeira? Está na hora de pensar no futuro e se preparar contra imprevistos.

Comece a poupar dinheiro para criar uma reserva de emergência ou para fazer um investimento (aqui entra a educação financeira de novo). 

Como você já se organizou para economizar mensalmente um valor para quitar dívidas, essa mesma quantia pode ser poupada depois de quitar elas.

Mas se isso não for possível, não se preocupe! Neste outro texto mostramos como começar a poupar dinheiro aos pouquinhos.

Conclusão

“Ufa, que alívio!” É isso que a gente quer que você sinta e diga depois de ler esse texto e seguir nossas dicas para se livrar das dívidas de uma vez por todas.

Lembre-se que todo mau momento financeiro é só um mau momento, sempre tem como dar a volta por cima! 

Mesmo estando muito endividado(a) e ganhando pouco, existe um jeitinho, com planejamento financeiro e negociando a dívida com condições melhores. 

E já sabe, pode contar com a QuiteJá!

QuiteJá

Analista de Conteúdo na QuiteJá

Posts Relacionados

Manual para negociar dívida com desconto: 8 dicas
QuiteJá | 14/05/2021
Golpe do WhatsApp: como proteger seu aplicativo dos 6 golpes mais comuns
QuiteJá | 06/05/2021
Como conseguir um emprego: 16 dicas que vão te ajudar
QuiteJá | 30/04/2021

Deixe o seu comentário!

Ir para o Topo